ARIMOS E FAZENDAS A TRANSIÇÃO AGRÁRIA EM ANGOLAAida Freudenthal

SKU 257 Categoria

Descrição

ARIMOS E FAZENDAS A TRANSIÇÃO AGRÁRIA EM ANGOLA Aida Freudenthal ” Pela supremacia manifesta das relações intercontinentais no espaço atlântico que viriam a determinar o desenvolvimento interno das suas potencialidades produtivas, Angola constitui um caso paradigmático não só na história do colonialismo como fundamentalmente no processo de integração da região no mercado mundial. Daí provem a necessidade de evidenciar as espeficidades do processo angolano, não apenas decorrentes da sua inserção no espaço atlântico sul, como da sua articulação com a economia e a política colonial portuguesa então em fase decisiva de reformulação. Cremos que, ao captar o sentido da relação bilateral entre africanos e colonizadores europeus, ao nível das estruturas agrícolas, se dará um contributo para esclarecer a própria natureza do domínio colonial que marcou a história dos africanos nos séculos XIX e XX.” Aida Freudenthal B., 413 p.,Dimensões (largura x altura)13 x 21 cm, Edições CHÁ DE CAXINDE, Luanda 2005

Visits: 7

15

Esgotado

Produtos Relacionados

RecordarAngola-2vol-PauloSalvador

RECORDAR ANGOLA – Fotos E Gentes De Cabinda Ao Cunene (2ºVol.) Paulo Salvador

40

ArteDecorativaCokwe

ARTE DECORATIVA COKWE – Marie-Louise Bastin

360

NevesESousaPintorDeAngola

NEVES E SOUSA Pintor de Angola 1921-1995

0

SNicolauTarrafalAngolano

S. NICOLAU TARRAFAL ANGOLANO – Emílio Filipe

45

AngolaAngola-JosePires

ANGOLA! ANGOLA! Testemunho sobre o problema colonial José Pires

20

AgoraLuanda

AGORA LUANDA – Inês Gonçalves e Kiluanje Liberdade

40